James Rodríguez no São Paulo: como chega o colombiano?

0
868
James Rodríguez

"The beginning with Real Madrid" by Hank Loner is licensed under CC BY-SA 2.0 .

O torcedor do São Paulo teve um grande motivo para comemorar na última semana com a chegada do colombiano James Rodríguez. O meio-campista de 32 anos acertou com o Tricolor Paulista um contrato válido até junho de 2025. 

No último domingo (30), o jogador foi recebido com muita festa no Aeroporto de Congonhas, com cerca de 150 são-paulinos presentes no local. Agora, já sob a expectativa pela estreia, o que se pode esperar do novo craque do Morumbi? 

Boa temporada na Grécia

Multicampeão com Porto, Real Madrid e Bayern de Munique, James Rodríguez estava no Olympiacos, da Grécia, antes de fechar com o São Paulo. O colombiano acertou com o time grego em setembro do ano passado e, desde então, disputou 23 partidas pela equipe. 

Os números não foram ruins, cinco gols e seis assistências durante o período. No entanto, o contrato foi rescindido no último mês de abril em comum acordo. Por isso, chega ao Tricolor sem custo de transferência. 

Os problemas físicos

Um ponto que pode ser preocupante para o torcedor são-paulino é a parte física do seu novo reforço. Nos últimos anos, James Rodríguez vem acumulando lesões que o tiram de uma quantidade considerável de partidas. 

Um dado que exemplifica isso é que o colombiano não completa 30 partidas em uma temporada desde 2017-2018, quando estava emprestado ao Bayern de Munique. Neste período, ele atuou novamente pelo Real Madrid, além de Everton (Inglaterra), Al-Rayyan (Catar) e Olympiacos, tendo atuado, no máximo, 28 vezes em um só ano, ainda pelo clube bávaro. 

Apesar disso, o próprio jogador considera que está em boa condição física, apesar de necessitar de ritmo de jogo. 

“Estou muito bem fisicamente. Estou treinando forte. Mas, é verdade que preciso de ritmo de jogo. Para isso, tenho que treinar e jogar. Os treinadores e preparadores físicos têm um plano. Mas estou muito bem, pronto para poder ajudar”, declarou James Rodríguez em entrevista ao canal oficial do São Paulo. 

Bagagem e experiência

Além da qualidade já comprovada em clubes gigantes da Europa, James Rodríguez traz ao São Paulo uma bagagem vencedora durante seu período no futebol europeu. São oito títulos pelo Porto, nove pelo Real Madrid (incluindo duas Ligas dos Campeões) e três pelo Bayern de Munique. Para completar, conta com a experiência de ter atuado em duas Copas do Mundo (2014 e 2018) com a seleção da Colômbia. Um histórico que deixa a comissão técnica do Tricolor entusiasmada. 

“Sabemos as dificuldades que a diretoria vem tendo e mesmo assim trabalhando forte para dar essas peças e fazer cada dia mais o elenco qualificando. Talvez seja uma das maiores contratações do futebol brasileiro, vai ser recebido de braços abertos porque o grupo é fantástico. A ideia é trabalhar bastante com o James. Se não me engano, o último jogo dele foi no mês de abril. Ele já vinha treinando sozinho. É trabalhar com ele para deixá-lo em condições o mais rápido possível porque será fundamental para elevar a qualidade da nossa equipe”, afirmou Lucas Silvestre, auxiliar de Dorival Júnior, em coletiva de imprensa após a partida diante do Bahia, pelo Campeonato Brasileiro.